Tutorial - Anexar Legenda ao Vídeo

Ao se baixar um vídeo nos deparamos, quase sempre, com dois arquivos. o do vídeo e o da legenda. o arquivo de vídeo vem com uma extensão “.torrent". Já o arquivo da legenda, a extensão é “.srt”.

Mas acontece que, nem sempre, o nome do arquivo que você baixou “.torrent” (que em formato de vídeo pode estar com a extensão “.avi”, “.mp4”, “.mkv”, ou outros), corresponde ao nome do arquivo “.srt", e, mesmo colocando-os na mesma pasta, quando desejar assistir o vídeo com a legenda, é como se a legenda não existisse, principalmente se você tiver transferido seus arquivos para um HD externo ou pen drive para assistir ao vídeo em sua TV .

Isso se deve ao fato dos nomes dos arquivos estarem diferentes, e, seu aparelho de TV ou PC, não vão associar um ao outro.
Para isso, você deve renomear os dois arquivos, do vídeo e da legenda, com o mesmo nome.

Exemplo:

                                  Divergent.2014.720p.BluRay.x264.avi  //  Divergent.2014.srt

Mudar para               Divergent.2014.720p.BluRay.x264.avi  //  Divergent.2014.720p.BluRay.x264.srt

Ou                            Divergent.2014.avi                                 //   Divergent.2014.srt


Vale a pena ressaltar a importância desse detalhe.
Os arquivos de vídeo e legenda devem possuir o mesmo nome.
Isso é indispensável para que a legenda seja reconhecida.

Tutorial - Escolhendo a Qualidade do Arquivo Torrent





Uma das coisas mais desagradáveis é fazer o download de um arquivo e, quando vai assistir, sua qualidade de imagem e de som são terríveis. Para que isso não aconteça, faz-se necessário conhecer algumas siglas e complementos que acompanham os arquivos. Alguns detalhes que podem fazer muita diferença! 

CAM
O CAM é uma filmagem feita no cinema, normalmente com uma câmera digital. Às vezes é usado um tripé, mas na maioria das vezes isso não é possível, deixando a filmagem tremida. Devido aos lugares disponíveis no cinema também não serem sempre no centro, pode ser filmado com ângulos diferentes. Se editado adequadamente, é difícil diferenciar, a não ser que tenha legendas na tela, mas muitas vezes os CAM são deixados com bordas pretas na parte de cima e de baixo da tela. O som é gravado com o microfone embutido da câmera, o que torna a sua qualidade de som não tão agradável. Normalmente, o som e imagem são ruins. Se possível, escolha outro arquivo torrent, ou vá assistir no cinema.

TELESYNC (TS)
Um telesync tem as mesmas características de um CAM, só que usa uma fonte externa de áudio (normalmente um fone de ouvido na poltrona para pessoas que não ouvem bem). Uma fonte de áudio direto não garante uma boa qualidade de áudio, pois muitos barulhos podem interferir. Muitas vezes um telesync é filmado em um cinema vazio ou da cabine de projeção com uma câmera profissional, o que o torna superior ao CAM. 

TELECINE (TC)
Uma máquina de telecine copia o filme digitalmente dos rolos. O som e a imagem costumam ser muito bons, mas devido ao equipamento e custos envolvidos, os telecine são muito raros. Geralmente o filme estará com a proporção correta, apesar de existirem telecine de 4:3 (tela cheia). 

SCREENER (SCR)
Uma fita VHS prévia, enviada para locadoras e vários outros lugares, para uso promocional. Um screener é fornecido de uma fita VHS e normalmente em 4:3 (tela cheia), apesar de alguns screener com faixas pretas já terem sido lançados. A maior desvantagem é uma mensagem que aparece na parte de baixo da tela com os direitos autorais e um telefone anti-pirataria. Além de que, se a fita tiver algum número de série, ou qualquer outra marca que possa denunciar a origem da fita, esses terão de ser escondidos, normalmente com uma faixa preta em cima. Isso costuma durar apenas uns segundos, mas infelizmente, em alguma cópias, dura o filme inteiro e alguns podem ser bem grandes.

R5
R5 se refere a um formato específico de DVD região 5. Em um esforço para competir com a pirataria, a indústria decidiu criar esse novo formato que é produzido mais rápido e mais barato do que os tradicionais DVDs. O que os difere dos DVDs tradicionais é que os R5 são transferidos diretamente de um telecine sem qualquer tipo de processamento de imagem, e sem nenhum adicional. Às vezes os DVDs R5 são lançados sem áudio em inglês, exigindo que os grupos de pirataria usem o áudio de outra fonte. Nesse caso o release possui a descrição “.LINE” para distinguir daqueles que possuem o áudio do original. A qualidade da imagem de um R5 geralmente pode ser comparada com um DVD screener. No final de 2006 alguns grupos como o DREAMLIGHT, mSs e PUKKA passaram a nomear seus Releases de “.R5” e sugeriram a outros grupos que fizessem o mesmo.

DVD-SCREENER (DVDscr)
Mesmas condições do screener, mas com uma fonte de DVD. Normalmente com faixas pretas, mas sem os extras que o DVD final (de venda e/ou aluguel) possam ter. A mensagem que aparece na parte de baixo da tela com os direitos autorais e um telefone anti-pirataria não costuma ficar nas faixas pretas, e podem atrapalhar a visão do filme. Se o “ripador” tiver o mínimo de conhecimento, um DVDscr deve sair muito bom. Normalmente passado pra SVCD ou DivX/XviD.

DVDRip
Uma cópia do lançamento final do DVD. Se possível, é lançado na internet antes mesmo do DVD de venda e/ou aluguel ser lançado. A qualidade deve ser excelente. DVDrips são lançados em SVCD e DivX/XviD.

VHSRip
Feitos de VHS de venda e/ou aluguel, sendo a sua maioria os lançamentos de filmes de esportes e de XXX.

TVRip
Episódios de TV que são de redes (capturados usando cabos digitais/satélite) ou de “PRE-AIR”, que usam as fontes de satélites que mandam o programa pelas redes com alguns dias de antecedências.

VODRip
Significa Video-On-Demand Rip. Isto pode ser feito através do registro ou a captura de um vídeo / filme de um serviço On-Demand, como através de um serviço de TV a cabo ou por satélite.

PDTV/HDTV
Os PDTV são capturados de uma TV com cartão PCI DIGITAL, normalmente gerando os melhores resultados. Muitas vezes vemos o rip rotulado como HDTV também, mas as diferenças entre esses dois termos são apenas técnicas. Os grupos costumam lançar em SVCD, apesar de rips em VCD/SVCD/DivX/XviD serem aceitos nos rips de TV.

WORKPRINT (WP)
Um workprint é uma cópia do filme que ainda não foi finalizado. Esse release pode vir com cenas incompletas, sem algumas músicas, e a qualidade pode variar de excelente a muito ruim. Alguns workprints são diferentes da versão final. 

Blu-Ray Rip (BRRip)
Uma cópia do lançamento final do Blu-Ray. A qualidade é bem maior que um DVDRip. BRRips são lançados em MKV ou avi usando codcs XViD OU H264(Matroska).

BDRip Bluray Disc Full
Ripado do BluRay, a qualidade de vídeo e áudio são excelentes no formato avi com codec xvid. Não precisa de tv lcd e afins. São bem superiores ao DVDRip pois o rip é feito do BluRay, tendo uma qualidade final maior.

720P
720 é o numero de linhas verticais, enquanto que o P significa Progressive scan ou não entrelaçado. Normalmente tem a resolução de 1280 x 720.

1080P
1080 é o número de linhas verticais, enquanto que o P significa Progressive scan ou não entrelaçado. Normalmente tem a resolução de 1920 x 1080.

1080i
1080 é o número de linhas verticais, enquanto que o i significa entrelaçado ou não Progressive scan. Normalmente tem a resolução de 1920 x 1080.

Loving Vincent

Quem sou eu, aos olhos da maioria das pessoas.
Um ninguém, uma pessoa sem identidade, desagradável.
Alguém que não tem, e nunca terá, qualquer posição na sociedade,
em suma, a mais baixa casta da sociedade. 
Bem, então, mesmo tudo isso sendo verdade,
um dia eu gostaria de mostrar o meu trabalho,
o que este ser não tem em seu coração.
(Vincent Van Gogh)



Em 29 de julho de 1890 uma figura magra tropeçou por uma rua sonolenta no crepúsculo na pequena cidade francesa de Auvers.
O homem não estava carregando nada.
Em suas mãos, sangue de uma ferida a bala de sua barriga.
Este era Vincent Van Gogh, um artista pouco conhecido. Hoje, um dos artistas mais famosos do mundo.

Sua morte trágica tem permanecido um mistério.
Esse filme conta essa história. Um dos mais famosos pintores da história terá sua vida e controversa morte explorada no longa-metragem Loving Vincent.

Vincent Van Gogh é pintor mais famoso do mundo. Suas obras… Noite Estrelada, Café Terrace at Night, Girassóis, Campo de Trigo com Corvos e seu próprio rosto em seus muitos auto-retratos… estão entre as imagens mais reconhecidas no nosso mundo.

Vincent não é conhecido apenas por suas pinturas, mas também por sua vida atormentada.

A História de Vincent Van Gogh contada por suas pinturas e pelos personagens que as habitam.

A trama se desenrola através de entrevistas com os personagens mais próximos de Vincent e através de reconstruções dramáticas dos acontecimentos que antecederam a sua morte.

O enredo da animação britânica e polonesa é baseado nas mais de 800 cartas escritas pelo próprio Vincent Van Gogh, e os relatos devem ser narrados pelos personagens das obras do artista holandês.

O produtor e co-diretor do projeto, Hugh Welchman, explica que para desenvolver o filme, primeiramente, foi necessário fazer gravações com atores, os quais interpretavam os personagens da tela de Van Gogh.
“Nós escolhemos as mais famosas obras para reconstruir a história do pintor, e contamos com a ajuda de atores para criar as cenas. Depois de gravadas as cenas, cada imagem do filme recebia uma pintura a óleo, frame a frame, seguindo o estilo de Van Gogh. No total devem ser feitas 62.450 pinturas individuais em mais de 1.000 telas. Este é um processo muito trabalhoso e demorado. Levamos cerca de 4 anos para desenvolver a técnica, e isso vai nos levar de 1 ano com uma equipe de mais de 100 pintores que trabalham em estúdios nas cidades polacas de Gdansk e Wroclaw, e um estúdio em Atenas para completar o filme.
O trabalho conta com uma equipe de 65 pintores na Polônia e 20 na Grécia. Essa técnica é utilizada pela primeira vez na história do cinema mundial em um filme de animação. A razão pela qual estamos fazendo isso não é porque desejamos ser os primeiros, ou que queremos definir todos os registros, é porque acreditamos que se pode realmente contar a história de Vincent através de suas pinturas, para isso, faz-se necessário trazer suas pinturas para a vida.”

A ideia do projeto veio da jovem polonesa Dorota Kobiela, que não sabia se voltava os esforços para o trabalho com animação, ou se dedicava seu tempo para as pinturas a óleo. Ela, então, resolveu unir as duas paixões.


Loving Vincent - Trailer


Loving Vincent - Behind the Scenes



Unsung Hero - Herói Anônimo

Muito mais que um comercial, um vídeo que nos faz refletir sobre nossas ações e suas repercussões nas vidas de outras pessoas.

Em uma sociedade capitalista, onde o dinheiro, os interesses, o poder, a fama é que importa para muitos, ainda existem pessoas que fazem o bem, simplesmente por fazer. Está em seu ser, em sua alma e coração. Fazer o bem, mesmo que em pequenas atitudes, mesmo que pareça que nada estamos ganhando com isso, pode fazer toda a diferença.

Nesse vídeo vemos a história de um jovem que ajuda sempre que pode, e sempre com um sorriso no rosto. Suas atitudes são sinceras, humanas. Ele acredita no próximo. Vai seguindo dia a dia sem esperar o reconhecimento ou agradecimento de ninguém. Simplesmente o faz. Até que um dia, quando menos espera, ele vê que tudo o que fez, tudo que plantou começa a dar frutos.

E o mais importante, não somente o outro ganha com seus atos. Podemos ver que o maior beneficiado é ele mesmo. Suas ações lhe traz a maior recompensa. O amor, a alegria, a vontade de viver mais um dia.

Esse vídeo não é a resposta para seus anseios, mas pode ser um ponto de partida para você fazer alguma coisa para si mesmo.




Before the Flood


Dirigido por Fisher Stevens, o documentário Before the Flood narra a campanha de Leonardo DiCaprio, Embaixador da Paz das Nações Unidas, na conscientização global sobre os perigos da mudança climática e suas conseqüências para a humanidade.

Viaje com DiCaprio, testemunhando a mudança climática em uma escala que ninguém deve negar.

Before the Flood nos mostra a beleza e diversidade do nosso mundo, e nos chama para o que deve ser feito para salvar o planeta de nós mesmos.

"Não podemos dar ao luxo de ter líderes de governo que não acreditam nas conseqüências das mudanças climáticas", disse DiCaprio. "Isso precisa estar na frente de todas as conversas na política mundial.”

O documentário chega aos cinemas no dia 21 de outubro, após a estreia no Festival Internacional de Toronto, e será exibido pelo National Geographic a partir do dia 30.





Time Lapse Scotland

Um Curta com paisagens deslumbrantes da Escócia

Locais das filmagens, por ordem de aparição:

01 - Kinlochard Forest
02 - Glenfinnan Viaduct
03 - Kintail
04 - Duncryne Hill, Loch Lomond
05 - Glencoe
06 - Kilchurn Castle
07 - Glencoe - Three Sisters
08 - Glencoe
09 - Glen Etive / Loch Etive from Buachaille Etive Beag
10- Neist Point - Isle of Skye
11- Old Man of Storr - Isle of Skye
12- Buachaille Etive Mor
13- Creag Meagaidh
14- Rest and Be Thankful
15- Buachaille Etive Mor from Beinn a’Chrulaiste
16- Fort William
17- Torridon
18- Glen Lichd
19- Ben Nevis from the Mamores
20 - Loch Tulla, Bridge of Orchy
21- Castle Stalker
22- Aonach Eagach Ridge from Buachaille Etive Beag


Créditos: Gregor Innes
Music: Red Sky by Dan Phillipson

Wild Scotland


Um curta que mostra alguns lugares magníficos e selvagens da Escócia.
A partir das Terras Altas e Ilhas na costa oeste para John O'Groats e North Berwick no leste capturando apenas uma fração da deslumbrante imensidão que a Escócia tem para oferecer.

Locais das filmagens por ordem de aparição:

01 - An Teallach
02 - Ardnamurchan lighthouse
03 - Bidein A’ Ghlas Thuill
04 - Mangersta Sea Stacks, Isle of Harris
05 - Suilven
06 - Luskentyre Beach, Isle of Harris
07 - Callanish Standing stones, Isle of Lewis
08 - Duncansby Bay (Seal shot)
09 - Tantallon Caslte
10 - Bass Rock
11 - Ardnamurchan
12 - Duncansby sea stacks
13 - Glen Etive
14 - Castle Stalker
15 - Arisaig
16 - Forth Rail Bridge
17 - Neist Point, Isle of Skye




Créditos: John Duncan
Music: Tony Anderson - Eyes Wide Open

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...