Animais Marinhos - Tubarão e a Crueldade no Mar



Transformado em monstro dos mares durante séculos nas lendas dos marinheiros e imortalizado como besta assassina nos filmes da série "Tubarão", hoje em dia cresce o número de pessoas que começam a entender o papel deste animal na natureza.

Os tubarões exercem duas funções primordiais no ambiente marinho. Mantêm o controle populacional das suas presas habituais e são um instrumento da seleção natural, ao predar os mais lentos e os mais fracos.

Infelizmente, a captura de tubarões anual tem aumentado rapidamente nos últimos 50 anos, levando algumas espécies à ameaça de extinção. Estima-se que 100 milhões de tubarões são mortos por pessoas a cada ano, devido à pesca comercial e recreativa.

Atualmente os tubarões se diversificaram em aproximadamente 375 espécies e podem viver até 80 anos. Têm uma capacidade incrível de perceber estímulos de todos os tipos, e pode sentir uma gota de sangue em um milhão e meio de gotas de água a uma distância de 30 metros. Seu olfato é fantástico, e a sua audição funciona como radar para perceber vibrações na água.

São carnívoros e possuem uma espécie de memória fotográfica sobre seu cardápio e o ser humano não está incluído em sua dieta. Costumam se alimentar de peixes, crustáceos, lulas, polvos, tartarugas, arraias e outros cações. Muitos dos Acidentes com Tubarões ocorrem por que se confundem com algum alimento ou por se sentirem ameaçados.

Vivem em águas costeiras e oceânicas, desde a superfície até a uma profundidade de 3.500 metros.

Seu tamanho pode variar de10cm a 18m de comprimento.
Mantiveram-se quase inalterados durante milhões de anos. Têm pele grossa, geralmente cinzenta e coberta por pequenas escamas. Seu corpo é hidrodinâmico e apresenta barbatanas peitorais, barbatana dorsal alta e barbatana caudal bifurcada. De cada lado da cabeça existem cinco fendas brânquias descobertas.

Tubarão Baleia
Identificado pela primeira vez em 1828, na costa da África do Sul recebeu o nome de “Tubarão-Baleia” graças ao seu tamanho.
O maior de todos os tubarões e o maior peixe vivo conhecido, podendo chegar a 20 metros e a pesar mais 13 toneladas o Tubarão-Baleia constitui um dos mais comoventes espetáculos do oceano. O seu tamanho colossal e a grande boca o tornam facilmente reconhecível, podendo ser visto perto da superfície em muitas águas tropicais ou subtropicais do mundo inteiro.
Sua alimentação é composta por plâncton, algas, krill, pequenos polvos e outros invertebrados.
Apesar de seu tamanho, é inofensivo para os seres humanos, podendo os mergulhadores nadar a seu redor. Podem ser vistos em mares temperados quentes e tropicais, exceto o Mediterrâneo.


Tubarão Branco
Maior peixe predatório do planeta, o tubarão branco pode pesar mais de uma tonelada. São encontrados nos oceanos de todo o mundo, mas especialmente nas águas costeiras temperadas da América do Norte, sul da África, e sul e oeste da Austrália. Seus dentes extremamente afiados em forma de pontas de flecha são feitos para cortar (e arrancar) grandes pedaços de carne de suas presas.

Tubarão Azul
Os tubarões azuis podem comer até quase explodir. Seu apetite parece insaciável. Além de anchovas, eles costumam devorar cavalas, sardinhas, aves, focas, tartarugas e lulas.

Tubarão Martelo
Seu nome é devido ao formato curioso de sua cabeça: duas grandes extensões planas e laterais, que lhes permite girar com mais rapidez que outros tubarões. Pode chegar a 5,5 metros e pesar quase 700 quilos. A posição incomum de seus olhos permite uma visão mais ampla e precisa do ambiente. Ele se alimenta principalmente de peixes e lulas.

Cação Mangona
Águas rasas são os locais preferidos desta espécie, mas eles podem ser encontrados a até 200 metros de profundidade no Oceano Pacífico, o Oceano Índico, leste e oeste do Atlântico, e os Mares Adriático e Mediterrâneo.

Tubarão Cinzento dos Recifes
Estes tubarões são ativos durante o dia, mas se alimentam à noite de peixes dos corais, polvos e diversos crustáceos. É uma espécie social que costuma ser bastante curiosa. Mas quando se sente ameaçado, ele dobra seu corpo até formar um “S”.

Tubarão Anequim
Estes tubarões, também conhecidos como tubarões Mako, têm corpos parecidos com torpedos e são os tubarões mais velozes do mundo.

Tubarão Galha Branca
O tubarão galha-branca-oceânico é relativamente corpulento. Seu focinho é curto e arredondado. Possui dorso cinza-escuro, clareando para os flancos, e ventre branco-amarelado. As pontas da primeira dorsal, peitoral e lombo inferior da caudal são normalmente brancas. Seus dentes da maxila superior são triangulares com bordo serrilhados e os da inferior pontiagudos. Em geral medem 2,5 m e pesam 70 Kg.


Tubarão Galha Preta
Possuem corpo alongado e focinho pontudo e longo. Olhos relativamente pequenos. Dentes pontudos e muito similares nas maxilas superior e inferior.
Fendas branquiais relativamente longas. Primeira dorsal com o ápice arredondado. Apresentam o dorso cinza, com flancos acinzentados com uma fina faixa branca e ventre branco. A segunda nadadeira dorsal, anal, ponta das peitorais e lobo inferior da causal são enegrecidos. Nos espécimes jovens, ainda não apresentam essa coloração nas nadadeiras. O comprimento total máximo registrado foi de 3,00 metros e 89,7 kg em peso. Em média, medem 2,50 metros.

Tubarão Tigre
O que torna estes tubarões particularmente perigosos para banhistas é a combinação de seu grande tamanho e estilo de caça, perto da costa e da superfície.


Tubarão Limão
Esta espécie pode caçar outros tubarões, além de aves marinhas grandes, lulas, crustáceos e arraias. Não costuma ser agressivo com humanos, mas quando ameaçado, este grande peixe amarelo não hesita em atacar.




Todos os tubarões são predadores, sejam eles comedores de plâncton ou o grande tubarão branco comedor de mamíferos marinhos, mas poucos os tubarões são predadores o tempo todo.

Eles patrulhavam nossos oceanos há mais de 400 milhões de anos, mas, por causa de uma tigela de sopa, a existência dos tubarões está agora sob ameaça, suas barbatanas cortadas, algumas vezes enquanto o animal ainda está vivo e muitas vezes o restante de sua carcaça é descartada no oceano, porque não há valor comercial para os pescadores.

Filme mostrando a crueldade no mar


Se não fizermos algo a respeito, a cadeia alimentar em nossos oceanos estará extremamente prejudicada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...