A Viagem - Cloud Atlas (2012)



Um simples ato pode atravessar séculos e inspirar uma revolução.
Seis Histórias.
Seis lugares diferentes em seis diferentes épocas.
E a verdadeira verdade.
Tudo se conecta.


Título Original: Cloud Atlas
Direção: Tom Tykwer, Andy Wachowski, Lana Wachowski
Roteiro: Tom Tykwer, Andy Wachowski, Lana Wachowski
Produção executiva: Philip Lee, Uwe Schott
Produção: Stefan Arndt, Alex Boden, Grant Hill, Tom Tykwer, Andy Wachowski, Lana Wachowski
Elenco

Tom Hanks, Halle Berry, Hugh Grant, Susan Sarandon, Jim Broadbent, Hugo Weaving, Jim Sturgess, Ben Whishaw, Keith David, David Gyasi, Zhou Xune, Doona Bae

Cloud Atlas - "An Actor's Dream" Featurette



A Viagem (2012) Trailer Oficial Legendado



Cloud Atlas Sextet - Piano XXXL


Seis Histórias que se conectam...


Ano 1846, Ilhas Chatham.
Dentes humanos são colhidos na praia.  Praia que foi outrora o banquete dos canibais.
Onde o mais forte mistura-se com o mais fraco... Mas os dentes... Eles nos cospem, assim como nós fazemos com as cerejas.
Um advogado é enviado para negociar compra de escravos.
Escreve um diário onde conta como teve sua vida ameaçada e como foi salvo.
O Diário do Pacífico, de Adam Ewing.
Depois desta experiência, resolve se juntar aos abolucionistas.
 Adam Ewing tem em seu peitoral esquerdo uma marca singular, na forma de cometa.

Ano1936, Cambridge. Robert Frobisher, talentoso compositor é deserdado pelo pai e marginalizado pela sociedade por suas tendências sexuais.
Se afasta de seu grande amor e vai a procura de Arys, já idoso, e passa a ser seu escrevente.
Arys, um dos maiores compositores de da época, um dia tem um sonho em que trabalhadoras com o mesmo rosto cantam uma canção. Descobre que Robert já a estava compondo há algum tempo, e tenda roubar-lhe a autoria. Seu nome Sexteto Cloud Atlas, a grande obra de sua vida.
Mas é ameaçado a nunca publicá-la em seu nome.
Encontra O Diário do Pacífico, de Adam Ewing, escrito no século XIX e fica fascinado por ele, mas nunca termina de lê-lo, pois falta-lhe uma parte.
Robert Frobisher tem em suas costas a mesma marca de nascença em forma de cometa.

Ano 1973, São Francisco.
Uma jornalista descobre planos para a explosão de um reator nuclear que pode por em risco toda a humanidade.
No meio a luta contra o mal, conhece o amante de Frobisher , Sixsmith e tem em suas mãos as cartas de amor enviadas a ele.
Ao ouvir "O Sexteto Cloud Atlas", tem a nítida sensação de já tê-lo ouvido antes.
Tem em seu ombro esquerdo o cometa.

Ano 2009.
Pequeno editor em dificuldades financeiras tem sua liberdade tolhida, e junto a seus novos amigos, também na mesma situação, luta por liberdade.
Acaba encontrando seu grande amor da juventude e escreve sua história, "A Experiência Horrífica de Timothy Cavendish", transformada posteriormente em filme.
Timothy Cavendish, tem em sua perna a marca de nascença em forma de cometa.

Ano 2144, Nova Seul.
Sonmi-451 é uma servidora de rede de fast food, Papa Song, que realiza suas tarefas sem questionar, numa rotina diária com duração de 12 anos, depois dos quais, são encaminhadas para o ritual de “Exultação”, tão esperado por todas as servidoras. Tudo numa rígida sintonia com o primeiro aprendizado: “Honrarás o seu consumidor”.
Acaba se aliando aos Rebeldes por uma causa maior.
Tem em suas mãos um trecho do filme sobre a vida do editor, A Experiência Horrífica de Timothy Cavendish onde se repete: “Não serei subjugado a abuso criminal”.
Adquire conhecimento e sabedoria através de estudos, e descobre o que é a vida e o amor junto a um dos rebeldes.
Sonmi adquire uma marca de cometa no local de onde é retirado o seu colar de servidora, com o calor empregado para rompê-lo.

Ano 2346, em um vale próximo a Nova Seul, que havia sido tragada pelas águas há cerca de cem anos.
Esta região é povoado por camponeses que veneram uma Deusa chamada Sonmi, e temem o Velho Georgie.
Os camponeses têm relações comerciais com seres mais evoluídos, chamados Prescients.
O líder da tribo se alia a uma Prescient para a sobrevivência de ambos os povos contra as conseqüências de uma reação nuclear ocorrida no passado.
Os canibais utilizavam a região da praia para cuspir  os dentes de suas vítimas.

Baseado no best seller de David Mitchell, “Cloud Atlas – Além das Nuvens” é um Filme audacioso e fantástico.

Título no Brasil – “A Viagem”.

Muitas pessoas saíram do filme sem entender a ligação entre as histórias. Talvez por estarem esperando outra coisa devido ao título, não se esqueçam que pequenos detalhes são a chave para a interpretação.
Logo no início, aparece trechos relativos a cada personagem portador da marca de nascença em forma de cometa de cada uma das seis histórias.
Cada um deles tem um dom. A capacidade de modificar o futuro. A oportunidade de romper um ciclo.

As mesmas frases de impacto são repetidas por alguns dos personagens portadores dessa marca de nascença.
 
Um filme que retrata seis histórias interligadas, com cenas belíssimas, diálogos cheios de ensinamentos de vida.

Aborda temas como, céu e inferno, Deus (Sonmia) e Demônio (Velho Georgie), coragem e covardia, a luta do bem contra a mal - a Dualidade existente em nossas almas e sentimentos.

Temas polêmicos como vida após a morte, a homossexualidade, escravidão, suicídio, credos e crenças, vidas em outros planetas, assim como o significado de liberdade, a importância do olhar, de ‘ver’ o outro, e não simplesmente olhar, e, principalmente, o amor. Não só o amor carnal, mas o amor capaz de transcender tempo e espaço.

O elo existente entre as histórias não é a preocupação do diretor, mas ele deixa pistas para o público.
Parece um quebra cabeças.
Os atores são os mesmos nas histórias . Mesmo prestando muita atenção é difícil saber quem é quem.

As histórias e seus personagens estão interligados, formando um ciclo, o ciclo da vida, onde os mesmos erros são cometidos, e, para se romper este ciclo, algo muito maior terá de acontecer. Não só o amor, mas também a abnegação a favor do próximo.
Onde começa e onde termina o ciclo?
Qual será a primeira história?
Será que estão acontecendo simultaneamente em universos paralelos?
Será que a história se repete até que um dos personagens aprenda que o amor maior transcende os interesses pessoais? 
Cabe ao espectador tentar descobrir o mistério da vida.

Cada um pode interpretar estes ciclos de acordo com suas crenças e convicções.

Seria uma referência a reencarnação, a vida após a morte?
Ou seria uma menção ao Inconsciente Coletivo? (Carl Jung)

Em meio a tudo isto, aparece a Saga do Herói.
Se o herói permanece vivo, seus feitos serão esquecidos.
É preciso que o herói morra para se transformar em um Mártir, e ser lembrado por toda a eternidade.

A atuação dos protagonistas é impecável, nota-se o amor no olhar, é como se os olhos fossem espelhos da alma.

Assim como a maquiagem e o figurino, a ambientação em cada história é simplesmente fantástica.
Não é necessário explicar em que época nos encontramos.
Passado, presente e futuro estão em sinergismo.

É um filme envolvente, marcante, que nos faz rir, chorar e, principalmente, refletir sobre nossas vidas, nossos atos, nossos pré conceitos em relação ao próximo e a nós mesmos.

Muitos reclamaram da duração do espetáculo. Mas cada cena, por mais insignificante que possa parecer, tem um sentido, interliga as histórias.
O que tenho a dizer sobre isto é que, no final, só consegui dizer uma coisa: 

“Quero assistir de novo.” 
E a cada vez que assisto,
surgem mais detalhes e ensinamentos
sobre amor verdadeiro e fraternal.
Mais fascinada e emocionada fico.

 Frases Marcantes

“- Não importa o que façam, nunca passará de uma simples gota num oceano infinito.
- Mas, o que é um oceano senão um conjunto de várias gotas?”

“Um verdadeiro suicídio é uma cadenciada e disciplinada certeza. Pessoas insinuam que o suicídio é um ato de covardia, mas não poderiam estar mais longe da verdade, o suicídio requer uma coragem tremenda.”

“Se Deus criou o mundo, como saberemos o que podemos mudar, e o que deve permanecer sagrado e inviolável?”

“O que gira o mundo são as mesmas forças invisíveis que nos contorcem o coração.”

“A sobrevivência muitas vezes exige coragem.”

“O conhecimento é um espelho, e pela primeira vez na vida, pude ver quem eu era e em quem poderia me tornar.”

"Um livro lido pela metade é como um amor vivido pela metade."

" - O que está lendo?
- Cartas antigas.
- Por que fica lendo isso?
- Não sei. Estou tentando entender o por quê cometemos os mesmos erros, repetidamente." 

“Liberdade! O dado adquirido da nossa civilização. Mas apenas os privados dela têm noção do que significa.”

"Poderá ter poder sobre as pessoas se lhe der algo. Roube tudo de um homem, e não mais estará sob o seu poder."

“A crença, tal como o medo ou o amor, é uma força para compreender como a teoria da relatividade, e os princípios da incerteza. Um fenômeno que dita o rumo das nossas vidas. Ontem, a minha vida estava apontada num sentido. E hoje, está apontada para outro. Acho que ontem, nunca teria feito o que fiz hoje. Estas forças, que sempre refazem o tempo e o espaço, podem moldar ou alterar quem imaginamos ser, começam antes de nascermos, e continuam após nossa morte. As nossas vidas e as nossas escolhas, como trajetórias de quantum, são compreendidas momento a momento, e a cada ponto de intersecção, cada encontro, sugere uma nova e potencial direção.”

“Não, os mortos não permanecem mortos. Escute com atenção, eles nunca calam os lamentos.”

“Agora sei que os limites entre barulho e som são regras. Todos os limites são regrados, esperando serem ultrapassados. Uma pessoa pode transcender qualquer convenção desde que antes de fazê-lo, perceba que pode fazê-lo. Em momentos assim sinto seu coração tão bem quanto o meu. E sei que a separação é apenas uma ilusão. A minha vida vai muito além das minhas limitações.”

"Os fracos são carne para os fortes comerem."

"São Jorge e o Dragão. Lembra-me que compor é uma cruzada. Por vexes, mata-se o dragão, outras vezes, é o dragão que o mata."

“Independentemente de nascermos num tanque ou num útero, somos todos Sangue Puro. Todos temos que lutar. E, se necessário, morrer, para mostrarmos às pessoas a verdade. Minha revelação foi transmitida nos doze estados, e em quatro colônias situadas fora do mundo.”

“Ser, é ser reconhecido. E, conhecer a nós próprios só através de outros olhos. A natureza das nossas vidas imortais está nas conseqüências dos nossos feitos e palavras. Que continuam viver, e ficam durante todo o tempo.”

“Medo, fé, Amor. Fenômenos que determinam o curso de nossas vidas. Essas forças começam bem antes de nascermos e continuam após a nossa partida.”

“O amor é real. Um fenômeno natural. Permanece além da morte.”

"’Um dia’ é nada mais do que uma esperança distante. Sim, e a esperança é a última a morrer.”

“Acredito em outro mundo à nossa espera. Um mundo melhor. E estarei lá à sua espera.”

“As nossas vidas não nos pertencem. Durante toda a vida, desde o útero até ao túmulo, somos ligados a outra pessoa. No passado e no presente. E, por cada crime, e por cada ato de bondade, fazemos renascer nosso futuro.”

“A vida é só uma porta. Quando se fecha, abre-se uma outra. Se a tentasse imaginar no Céu, imaginava-a como esperança minuciosa. E, atrás dela, encontraria-o, à minha espera. Meu amor.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...